estantes

Por que eu me apaixonei por Portugal

Por que eu me apaixonei por Portugal

Postado por em out 29, 2014 em Blog, Destaques, Viagem | 2 comentários

“O povo português é, essencialmente, cosmopolita. Nunca um verdadeiro português foi português: foi sempre tudo”, Fernando Pessoa

Esse é o primeiro post de uma série de dicas de viagem sobre Portugal. Mas, com licencinha, primeiro serei um pouco passional e, mesmo fugindo do objetivo, acredito que ajudarei você, caro leitor, no momento em que estiver buscando tais recomendações. Isso porque, voltei, como disse aí no título, enamorada desse país e esse relato pode sim ser um ponto de apoio no momento de decidir o destino das férias.

Portugal nos parece tão familiar, afinal sempre permeou de uma forma ou de outra as histórias de família ou dos livros da escola. De fato é. Mas, de uma forma muito mais visceral do que possamos imaginar. É como olhar um reflexo na água, que além da nossa imagem, nos mostra também o fundo do lago. É andar na rua e ver nossos avós, tios-avós, primos. É reconhecer o penteado da sua tia nas senhoras que te servem um suco de laranja com pãozinho e um pastel de nata na padaria de manhã. É comer de novo aquela carne de panela com arroz que só sua avó fazia. Ou seja, não estou falando de ir aos museus e relembrar a história das grandes navegações e de como Cabral chegou à Terra de Santa Cruz. É como chegar em outra Terra, com T maiúsculo.

Deixando um pouco de lado a nostalgia (sou canceriana, desculpe), o país está renovado, em mais de um sentido. As cidades foram reformadas e os locais históricos restaurados. Além disso, suponho que a crise econômica que Portugal vem amargando há alguns anos trouxe um respiro criativo, de jovens que tiveram que se virar para sobreviver, e isso se nota na abertura de novos negócios, na moda, na arte, na noite e na gastronomia. Com alguma surpresa, ao chegar no Brasil, vi que a Vogue daqui tinha feito duas matérias sobre Portugal em sua edição de outubro. E não eram na editoria de turismo: uma era sobre o novo cool do país, que está atraindo os milionários brasileiros (coisas de Vogue), e a outra sobre estilistas emergentes. Ahá!

Vale ainda mencionar que o clima ameno é um ponto muito favorável ao turismo, o que deve atrair a horda de europeus que vi em todo lugar, assim como os preços mais amigos quando comparados ao resto da Europa e até mesmo ao Brasil (socorro, São Paulo).

Caí de amores também pela beleza e o carinho do povo. Português tem mini fama de mal-educado. Eu já tinha passado um fim de semana em Lisboa antes dessa viagem e não fui muito bem tratada… porém, agora, foi muito diferente. Quanta gente do bem, disponível, acolhedora, amável. E cada homem lindo, meu Deus hahaha!

Isso, sem mencionar as paragens incríveis do país. Sério. Natureza, arquitetura, rio, mar, vinhedos, porto… onde você também sente autenticidade, raíz. Começarei, portanto, falando das cidades por onde passei, suas belezas e peculiaridades, para depois tratar das coisas em posts temáticos (moda e compras, gastronomia, vinhos etc). Então, vamos para o início do meu roreito: Porto! Rola para baixo ou clica no próximo post :)

Update:

Para dar um pulinho na Espanha, vá de Porto a Santiago de Compostela. Clique aqui para saber da minha experiência. Se for a Lisboa, dou dicas de onde comer, comprar, passear, clique aqui para ler :)

CompartilheShare on Facebook0Tweet about this on Twitter0Pin on Pinterest0Share on Google+0

    2 Comentários

  1. Adorei o o que você escreveu! Sempre tive vontade de conhecer Portugal e pude me sentir mais próxima desse povo amigo.

    • Fico muito feliz que tenha gostado!

Responder

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 

Desenvolvido por